Sopa de couve-flor e ervilha / Cauliflower and pea soup

* Scroll down for the English version!

No último post eu falei sobre a minha paixão por sopas e caldos. O prato de hoje é uma continuação. Quase um festival! :-D

Apesar de o tema ser o mesmo, esses dois caldos não podiam ser mais diferentes. O caldo verde da semana passada é apimentado, defumado e super intenso. Essa sopa é o contrário, tem sabor simples e suave e até em textura é diferente. Mas não menos deliciosa!

Ingredientes:

  • 1 couve-flor grande lavada e picada
  • 1 pacote de ervilha congelada
  • 2 cebolas grandes picadas
  • 2 colheres de sopa de manteiga (opcional – não use caso queira uma sopa vegana)
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • Sal a gosto

Antes de começar a fazer a sopa, retire o pacote de ervilhas do congelador.

Cozinhe as cebolas com o azeite em uma panela grande. Assim que estiverem tenras, adicione a couve-flor. Eu gosto de refogar os legumes antes de adicionar a água. Cozinhe a couve-flor junto com a cebola por alguns minutos e acrescente água aproximadamente 5 xícaras de água. Vá colocando aos poucos, já que a textura da sopa é escolha sua.

Assim que ela cozinhar, abaixe o fogo. Bata a sopa em um liquidificador ou use um mixer. Eu gosto de pedacinhos, mas você pode deixá-la bem homogênea, se preferir.

Confira o tempero. Junte as ervilhas e a manteiga e mexa bem. Eu adoro ervilhas congeladas, que são docinhas e deliciosas ainda frescas. Deixe-as no fogo só até esquentar.

Sirva imediatamente.

Essa receita rende aproximadamente 5 porções.


On the last post, I talked about my passion for soups. Today’s dish is another of these beauties.

Besides being the same type of dish, these two soups couldn’t be more different. The “caldo verde” from last week is spicy, smoky and intense. This soup is the opposite. The flavor is mild and simple and even the texture is not the same. But not less delicious!

Ingredients:

  • 1 large cauliflower – washed and chopped
  • 300g of fresh peas (I used them frozen. It’s not easy to find them fresh around here)
  • 2 large onions – chopped
  • 2 tablespoons of butter (optional – remove if vegan)
  • 2 tablespoons of olive oil
  • Salt to taste

Cook the onions with the olive oil on a big pot. As soon as they are tender, add the cauliflower. I like to stir fry the vegetables before adding water. Cook the cauliflower with the onions for a few minutes and add about 5 cups of water. Add them one at a time, so you can choose how runny your soup will be.

As soon as the cauliflower is cooked, turn the heat down. Puree the soup on a blender or using a mixer. I like some texture, but you can make it really smooth if you want.

Check the seasoning. Add the peas and the butter and stir well. I love fresh peas, so sweet and delicious! So just heat them up and turn the heat off.

Serve immediately.

This recipe yields about 5 portions.

Anúncios

Caldo verde

* Scroll down for the English version!

Já devo ter comentado aqui que tomo sopa o ano inteiro. Sopas e caldos são (normalmente) fáceis de fazer, deliciosos e completamente acolhedores. Eu não me importo de ter aquele momento de suadeira ao tomar sopa no verão. Ela vale à pena :-)

Esse prato é tradicional de Portugal e consta basicamente de batatas, couve e salsicha. Lembro da primeira vez que tomei, nos Estados Unidos. Eles usavam uma salsicha vegetariana maravilhosa que dava um sabor defumado à sopa. Simplesmente incrível! Na minha versão, dei uma modificada no modo de preparo e caprichei na “picância” (dá pra ver que me empolguei tanto na páprica, que o caldo ficou quase vermelho, ao invés de verde rs). Fácil e rápido de fazer e delicioso!

Ingredientes:

  • 4 batatas
  • 1 maço de couve
  • 2 linguiças ou salsichas vegetarianas (eu uso a linguiça da Goshen. recomendo ficar longe da Super Bom, que é super ruim rs. sério :-p)
  • Aproximadamente 3 xícaras de caldo de legumes ou água
  • 5 dentes alho
  • Páprica picante defumada – a gosto
  • Sal a gosto
  • 2 colheres de sopa de óleo

Pique os dentes de alho bem finos e frite com o óleo em uma panela média. Enquanto o alho doura, pique a linguiça em pedaços. Leve à panela com a páprica e refogue por uns 5 minutos.

Derrame o caldo de legumes ou a água na panela e deixe ferver. Enquanto isso, rale as batatas em uma mandolina (aquele ralador com uma lâmina só. as fatias ficam super finas). Coloque as batatas na panela e ajuste o sal. Assim que as batatas cozinharem, desligue o fogo.

Lave e corte as couves bem finas. Acrescente ao caldo somente na hora de servir. Prontinho!!

Essa receita serve 4 pessoas.

I probably mentioned here earlier that I eat soup all year long. Soups are (usually) easy to make, delicious and so comforting. I really don’t mind the heat waves when I venture in eating them during summer. They’re worth it :-)

Caldo verde, in particular, is traditional from Portugal. It literally means “green soup” and consists mainly from potatoes, collard greens and meat. I remember the first time I had it, in the US. The cook used a delicious vegetarian sausage that brought an amazing smoked flavor to the dish. Just incredible. On my version, I changed the method a bit and spiced things some more (you can see in the pictures that I used so much paprika that it turned out red instead of green!). It’s still easy and quick to make pretty darn tasty!

Ingredients:

  • 4 potatoes
  • 1 bunch of collard greens or kale
  • 2 vegetarian sausages
  • About 3 cups of vegetable stock or water
  • 5 cloves of garlic
  • Smoked paprika – to taste
  • Salt – to taste
  • 2 tablespoons of oil

Chop the garlic finely and fry it with the oil on a medium-sized pan. While the garlic cooks, chop the sausage into pieces. Cook it with the paprika for about 5 minutes.

Pour the vegetable stock or water into the pan and let it boil. Meanwhile, grate the potatoes using a mandoline. Add the potatoes to the soup and check the seasoning. As soon as the potatotes cook, turn the heat off.

Wash and cut the greens finely. Add them to the dish right before serving. Done!!

This recipe serves about 4 people.

Sopa de baroa e amêndoas / Arracacha and almond soup

* Scroll down for the English version!

Por ser ovolactovegetariana há tantos anos, eu tenho alguma dificuldade em pensar eu um cardápio inteiro vegano. É uma questão de costume. Da mesma forma que muita gente fica chocada por eu ser vegetariana me pergunta o que sobra pra eu comer (mas gente, como assim? Eu só não como carne!), eu tenho a tendência de depender de laticínios e usá-los na maioria das minhas receitas.

Mas tenho tentado fazer esse exercício. Além de a dieta vegana ser mais saudável (a digestão dos veganos é a coisa mais linda!), os pratos podem ser lindos e deliciosos, desde que você seja criativo. E muitas vezes, ficam bem mais em conta.

Esse não é o caso rs. Batata baroa não é lá tão baratinha e amêndoas costumam pesar no bolso. Mas vale à pena. Essa sopa é incrível e muito fácil de fazer. Olha que maravilha!

Adaptei a receita do blog lindo Green Kitchen Stories.

Ingredientes:

  • 4 batatas baroa
  • 1 cabeça de alho
  • 1 cebola
  • Azeite
  • 1 xícara de amêndoas sem sal
  • Água
  • Sal a gosto
  • 20 uvas (opcional)
  • Tomilho (opcional)

Pré-aqueça o forno a 200ᵒC. Pique a batata em pedaços médios. Descasque o alho e a cebola e pique em pedaços. Regue com um pouco de azeite e polvilhe duas pitadas de sal. Arrume em um tabuleiro e leve ao forno por aproximadamente 40 minutos ou até começar a dourar.

Enquanto isso, ferva dois copos de água em uma panela e acrescente as amêndoas. Cozinhe por 5 minutos. Retire da água e assim que esfriar, remova as cascas. Elas saem facilmente.

Quando as batatas, cebola e alho estiverem tenros, retire-os do forno. Junte os legumes e as amêndoas descascadas com dois copos de água. Use um mixer para bater até ficar completamente homogêneo. Caso não tenha um mixer, bata em um liquidificador. Confira o tempero. Caso a sopa esteja muito seca, acrescente mais água. Cozinhe até ferver.

Sirva imediatamente com um fio de azeite, uvas e folhas de tomilho fresco. Infelizmente, eu esqueci de comprar o tomilho… rs

Essa receita serve 5 pessoas.


Being an ovo-lacto vegetarian for so many years, I have some trouble coming up with a whole vegan menu. It’s a matter of habit, I know. The same way some people are flabbergasted that I’m a vegetarian and ask me what’s left for me to eat (come on guys, the ONLY thing I do NOT eat is meat!), I tend to depend on dairy products and use them on most of my recipes.

Nevertheless, I have been trying to make this exercise. Besides being much more healthy diet (vegans have an amazing digestive system, it’s a thing of beauty!), the dishes can be beautiful and delicious, as long as you get creative. And they’re often cheaper.

Unfortunately, this is not the case (in Brazil, at least). The root that I used (arracacha) is typical to South America and even here it is a bit expensive (and so are almonds, by the way). But it’s worth it. This soup is amazing and so easy to make!

Now if you’re not from here, I have no idea if you’d be able to find arracacha. But fear not, there are replacements. In fact, you can stick to the original recipe (from Green Kitchen Stories) and use parsnip or parsley root.

Ingredients:

  • 4 arracachas or parsnips or parsley root
  • 1 garlic bulb
  • 1 onion
  • Olive oil
  • 1 cup of almonds
  • Water
  • Salt to taste
  • 20 grapes (optional)
  • Thyme (optional)

Turn the oven on at 200ᵒC. Chop the roots into medium-sized chunks. Peal the garlic and onion and chop them as well. Drizzle with a little bit of olive oil and sprinkle some salt. Spread everything on a tray and bake for about 40 minutes or until it all starts getting golden.

Meanwhile, boil 2 cups of water on a pan and add the almonds. Cook for about 5 minutes. Remove them from the water and as soon as they get cooler, peal each of them.

When the roots, onion and garlic are soft, remove them from the oven. On a pan, put the vegetables, the almonds and 2 cups of water. Puree everything using an immersion blender, until the mixture gets completely smooth. In case you don’t have one, use a food processor or regular blender. Check the seasoning. In case the soup is too thick, add more water. Let it cook until it boils.

Serve at once with a drizzle of olive oil, grapes and a spring of fresh thyme. Unfortunately, I forgot to buy thyme…

This recipe serves 5 people.

Sopa de abóbora com leite de coco, curry e gengibre

Essa sopa é um sucesso para quem gosta de temperos exóticos. É também uma boa forma de seduzir aqueles que têm preconceito com a pobre abóbora, tão mal vista. Fiz como entrada do almoço tailandês. Caso sirva dessa forma, use porções pequenas, já que ela enche bastante. Essa receita serve umas 12 pessoas.

Ingredientes:

  • 1/2 abóbora
  • 2 vidros de leite de coco
  • curry
  • 5cm de gengibre ralado
  • 2 cebolas
  • sal a gosto
  • óleo

Corte a abóbora em cubos e cozinhe com água. Não há necessidade de tirar a casca, já que o gosto e a cor ficam quase iguais. Passe num mixer ou liquidificador, até formar um purê. Em uma panela grande, doure as cebolas em um pouco de óleo. Despeje a abóbora e acrescente o leite de coco, o gengibre ralado e o curry.

Sopa

É muito difícil determinar a quantidade, já que curry realmente não é para todos. Ele já vem apimentado e pode assustar alguns. O gengibre também é bem forte, mas não desagrada. Ainda mais em um dia frio!

Pad Thai

*scroll down for English version!

Essa semana foi aniversário da minha mãe. Como saí de casa há algum tempo, ela sente falta da minha comida (rs) e pediu um almoço de presente. Eis a mesa posta.

Almoço tailandês

Nesse post, vai o prato principal, o pad thai. Muito fácil de fazer, saudável e muito bom! Segue a receita, que serve umas 12 pessoas esfomeadas.

Ingredientes:

  • 1 pimentão verde picado em tiras
  • 1 pimentão vermelho picado em tiras
  • 3 cenouras picadas em tiras
  • 1 brócolis picado em pedaços
  • 1 punhado de broto de feijão
  • 1 punhado de ervilhas chatas picadas
  • 1/2 abacaxi picado em cubos
  • 1 cebola picada em pedacinhos
  • shoyu
  • sal com alho
  • 1 pacote de macarrão para yakisoba (use espaguete, se tiver dificuldade de encontrar)

Para o molho:

  • óleo
  • 4 tomates picados em cubinhos
  • 1 1/2 vidro de leite de coco
  • 150g amendoim torrado e batido
  • shoyu
  • 1 colher de sopa de açúcar mascavo
  • 1 colher de chá de pasta de chili (use pimenta, se não tiver)
  • 1 colher de chá de suco de limão

Refogue os legumes e verduras até que fiquem cozidos, mas crocantes. Eu passei cada um separadamente pela panela, para que não passassem do ponto (com exceção do broto e do abacaxi, que podem entrar crus e da cebola, que pode cozinhar por mais tempo). Cozinhando pouco, eles ficam mais gostosos, mais saudáveis e mantém a cor.

Cores

Misture os ingredientes numa panela grande e vá colocando shoyu a gosto. Cozinhe o macarrão ao mesmo tempo em que refoga os últimos legumes, para que ele não fique muito cozido. Acrescente à panela.

Pad Thai - quase lá

Para o molho, coloque os tomates em uma frigideira com um pouco de óleo quente e deixe que eles derretam.

Tomate

Junte todos os outros ingredientes e cozinhe até ferver. Se usar a pasta de chili, coloque em um canto da frigideira e mexa até desfazer.

Sirva o molho separadamente. Os acompanhamentos vão nos posts seguintes.

Pad Thai

Todas as fotos foram tiradas pelo Luiz com o meu celular. Na próxima vez que eu cozinhar, vamos usar a câmera!

 
This week was my mother’s birthday. As I moved from her house some time ago, she misses my cooking and asked for a birthday lunch.
In this post, I’m describing the main dish, Pad Thai. Very easy to make, healthy and delicious! Here goes the recipe, which serves about 12 people.
Ingredients:
  • 1 green bell pepper cut into stripes
  • 1 red bell pepper cut into stripes
  • 3 carrots cut into stripes
  • 1 broccoli with florets separated
  • 1 handful of bean sprouts
  • 1 handful of snow peas
  • ½ a pineapple cut to cubes
  • 1 onion cut to very small cubes
  • Soy sauce to taste
  • Smashed garlic and salt
  • 1 package of yakisoba noodles

Ingredients for the sauce:

  • Oil
  • 4 tomatoes cut to cubes
  • 1 ½ jar of coconut milk (about 300mL)
  • 150g of toasted crushed peanuts
  • Soy sauce to taste
  • 1 tbsp of brown sugar
  • 1 tsp of red chili paste
  • 1 tsp of lemon juice

For the sauce, put the tomatoes in a frying pan with a little bit of hot oil and cook until they melt. Add the other ingredients and cook until it boils. Mix the chili paste well until it disappears.

Cook the vegetables until tender, but still crunchy. I stir fried them individually so they wouldn’t overcook. Keeping them slightly raw makes them taste and look better besides being healthier. The exceptions are the sprouts and the pineapple, that should be raw and the onion, that can cook for some more time.

Mix all the cooked ingredients in a big pot and add the soy sauce. Start cooking the noodles at the same time you add the last vegetables, so the pasta doesn’t overcook. Add the noodles to the pot.

Serve the sauce separately. The side dishes are in the following posts.

All the pictures were taken by Luiz Ramos in my cell phone. Next time I cook, we’ll use the camera!