Rosca recheada com canela, chocolate e amêndoas / Cinnamon rolls with chocolate and almonds

* Scroll down for the English version!

Continuando a temporada de forno, hoje é dia de rosca!! Minha avó materna fez por muitos anos uma rosca de Natal deliciosa, com coco, frutas cristalizadas e muita calda. Lembro de pedir para colocar mais, sou do tipo de pessoa que acredita que recheio e calda nunca são demais. Mas como eu sou também chocólatra, me inspirei numa receita da Joy the Baker e fiz uma rosca recheada com chocolate. E ficou muito bom, olha!

O cheio da rosca assando é incrível… quem não quer uma casa cheirando à chocolate e canela?

Os passos são vários e um tanto demorados, mas bastante simples. E o resultado vale muito à pena!

Ingredientes para a rosca:

  • 2 xícaras de leite integral
  • ½ xícara de óleo
  • ½ xícara de açúcar cristal
  • 2 ¼ colher de chá de fermento biológico seco instantâneo
  • 4 ½ xícaras de farinha (mais farinha para polvilhar)
  • ½ colher de chá de fermento em pó
  • ½ colher de chá de bicarbonato
  • 2 colheres de chá rasas de sal

Ingredientes para o recheio:

  • 4 colheres de sopa de manteiga
  • ½ xícara de açúcar mascavo
  • Canela em pó a gosto
  • Raspa de 2 limões (usei limão capeta, super cheiroso!)
  • 1 xícara de amêndoas picadas e torradas
  • 170g de chocolate meio amargo picado

Ingredientes para a cobertura:

  • 1 ½ xícara de leite
  • 5 colheres de sopa de açúcar
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha (usei a baunilha de verdade, só porque eu comprei na promoção rs)

Aqueça o leite, o óleo e o açúcar em uma panela grande no fogo médio até quase ferver. Deixe esfriar até ficar morno. Cuidado com essa temperatura, pois se o leite ficar quente demais, vai matar as leveduras que fazem a rosca crescer. A temperatura ideal é mais ou menos 40°C. Como eu não tinha um termômetro, conferi usando um dedo bem limpo rs. Jogue o fermento biológico por cima e deixe quietinho por 1 minuto.

Adicione 4 xícaras de farinha no leite e misture bem. Cubra com uma tampa ou com plástico-filme e deixe a levedura fazer a sua mágica por 1 hora. Eu coloquei dentro do forno desligado, só para a massa ficar quentinha e não tomar vento. Depois dos primeiros 30 minutos, confira se a ela está crescendo. Após 1 hora, ela deve estar bem maior. Destampe e adicione o bicarbonato, o sal, o fermento em pó e ½ xícara de farinha e misture bem.

Aqueça o forno a 180°C. Unte duas formas redondas de 20cm ou um tabuleiro retangular maior. Prepare os recheios, picando o chocolate, raspando o limão e picando e torrando as amêndoas.

Eu não tinha espaço suficiente para abrir a massa toda de uma vez (a Joy também não. Afinal, quem tem?), então o jeito é fazer metade da massa e repetir o processo. Abra a primeira metade em forma de um retângulo. Use a farinha para evitar que a rosca grude por toda parte.

Espalhe metade da manteiga em cima. Polvilhe de forma bem homogênea a canela e metade do açúcar, do chocolate, da castanha e da raspa de limão.

Com muito cuidado, role a massa na sua direção, apertando suavemente para fechar bem. Eu descartei mais ou menos 1cm de cada lado, que ficaram com pouco recheio. Divida o restante em 8 partes iguais e arrume nas formas. Repita o processo com a outra metade da massa. Deixe os rolinhos descansarem por 15 minutos.

Asse na parte superior do forno, até a massa ficar dourada. No forno da Joy, demorou 20 minutos, mas no meu, quase 1 hora. Acho que o meu é realmente bem fraquinho… rs O importante é o marrom dourado da parte de cima. E o cheiro maravilhoso!

Enquanto a massa assa, faça a calda. Ferva o leite com o açúcar e a baunilha.

Retire as roscas do forno e derrame a calda por cima, até absorver bem. Quem vai comer uma só?

Essa receita serve 16 roscas.

Next in our baking season are some delicious cinnamon rolls! My grandma from my mother’s side made for several years a delicious roll filled with coconut, crystalized fruit and lots of glaze. I remember asking her to add more, since I’m the kind of person who believes that filling and glaze are never too much. And since I’m also a chocoholic, I got inspired by Joy the Baker‘s recipe and made a roll with loads of chocolate. And it tasted pretty awesome!
The smell of rolls baking in the oven is just amazing… who doesn’t want their house to smell like chocolate and cinnamon? The steps are several and they take a while, but everything is pretty straight forward. And the result is so worth it!
Ingredients for the roll:
  • 2 cups of whole milk
  • ½ cup of oil
  • ½ cup of granulated sugar
  • 2 ¼ teaspoon of active dry yeast
  • 4 ½ cups of flour (plus some extra to dust)
  • ½ teaspoon of baking powder
  • ½ teaspoon of baking soda
  • 2 shallow teaspoons of salt
Ingredients for the filling:
  • 4 tablespoons of butter
  • ½ cup of brown sugar
  • Cinnamon powder to taste
  • Zest of 2 limes
  • 1 cup of chopped toasted almonds
  • 170g of chopped dark chocolate
Ingredients for the glaze (can I call this a glaze?? lol):
  • 1 ½ cup of milk
  • 5 tablespoons of sugar
  • 1 teaspoon of vanilla extract (I used a real vanilla pod, just because I found some on sale)
Warm the milk with the oil and sugar on a big pot at medium heat just below the boiling point. Let it cool until the milk is warm, about 40°C. It’s important that the milk is not too hot, or the yeast will all die and the dough won’t rise. As I didn’t have a thermometer, I used a clean finger to check the temperature ;-) Put the yeast on top of the milk and let it sit there for 1 minute.
Add 4 cups of flour to the milk and mix well. Cover the dough with the lid of the pan or with a plastic wrap and let the yeast make its magic for 1 hour. I stored it inside the oven (which was off), just so the dough was cozy and warm. Check after 30 minutes to see if it’s rising. After 1 hour, the dough should be bigger. Take the lid or plastic off and add the baking soda, baking powder, salt and ½ cup of flour. Mix well.
Turn the oven on to 180°C. Grease two round 20cm tins or a bigger rectangular tray.
I didn’t have enough space to open the whole dough at once (Joy didn’t either. Actually, who does?), so the way to do this is to make half at a time.
Open half the dough in the shape of a rectangle. Use the flour to avoid it to stick everywhere.
Spread half the butter on top. Sprinkle the cinnamon and half the sugar, chocolate, almonds and lime zest.
Carefully, roll the dough towards you, squeezing lightly to shut it well. I discarded 1cm on each extremity, which had little filling. Divide the rest in 8 equal parts and arrange them in the tins. Repeat the whole process with the other half of the dough. Let the rolls rest for about 15 minutes before baking them.
Bake on the superior part of the oven, until the rolls are golden. Joy’s oven is much better than mine, since she baked her rolls in 20 minutes and it took mine about 1 hour. The important part is getting the top golden and the smell delicious!
While the rolls bake, boil the milk with the sugar and vanilla.
Remove the rolls from the oven and pour the glaze on top, until it absorbs everything. Now come on, who wants to eat only one??
This recipe makes 16 rolls.
Anúncios

Pão caseiro com açúcar mascavo, castanhas e canela / Homemade bread with brown sugar, nuts and cinnamon

* Scroll down for the English version!

Sempre tive medo de forno. Quando morava com a minha avó, era raro alguém usar, seja por economia ou por preguiça. A maioria das tortas e bolos era feita em formas específicas para fogão. Então comecei a me aventurar no campo dos “assados” bem tarde e de forma cautelosa. Mas atualmente ando menos medrosa e até um tanto aventureira. Até certo ponto, já que brincar com receitas desse tipo é sempre arriscado.

Uma das minhas séries favoritas chama-se “The Great British Bake Off”, que chama “padeiros” amadores da Grã-Bretanha para competir em um reality show. Não costumo gostar desse tipo de programa, que envolve muitos egos, brigas bem tensas e uma manipulação cruel. Mas eu tenho uma impressão completamente diferente desse programa. Os competidores são todos pessoas incríveis, super doces e suas experiências em assar tortas e pães vem de fornecer alimento à família e amigos. Me identifico demais. E aprendo muito também. Vejo o pessoal falando sobre o tipo de massa, o que pode dar errado e qual é resultado perfeito a ser alcançado. Coisa linda!

Resolvi começar uma série de pães e tortas. Essa é uma receita básica de pão branco que eu adaptei. Não tenho paciência pra pão branco. Acho muito sem personalidade. Como não tinha farinha integral em casa, usei linhaça, canela, açúcar mascavo e castanhas. Já diziam no meu show favorito que adicionar esse tanto de coisa em uma massa retarda o tempo de descanso da massa e o período no forno também. O jeito é ter paciência, pequeno padawan. Vale à pena!

Usei uma receita do Jamie Oliver e dividi, usando só a metade.

Ingredientes:

  • 2 xícaras de farinha de trigo (mais ½ xícara para polvilhar)
  • 2 colheres de chá de sal
  • 3 colheres de sopa de açúcar mascavo
  • 2 colheres de chá de fermento de pão
  • 300mL de água morna
  • 5 castanhas-do-Pará picadas
  • 7 amêndoas picadas
  • 1 colher de chá de canela em pó
  • 3 colheres de chá de linhaça

Use uma superfície limpa para começar a juntar a massa (caso prefira, use uma vasilha no início, para evitar muita bagunça). Faça uma montanha com a farinha e cave um buraco no meio, como um vulcão. Coloque metade da água dentro e adicione o fermento, açúcar e o sal e vá misturando com um utensílio. Vá adicionando o resto da água, misturando com a farinha ao redor. Se estiver usando a superfície lisa, tome cuidado para não destruir as paredes, ou a água vai escorrer para todos os lados.

Com as mãos cobertas em farinha, comece a misturar e sovar a massa. Use a almofadinha de trás das mãos e sove bastante, por uns 5’.

Deixe descansar por 30’ em uma vasilha coberta com plástico-filme.

Retire a massa da vasilha e acrescente os outros ingredientes. Sove a massa mais uma vez, até atingir o formato e textura desejados. Como eu disse, o Jamie faz o pão branco, mas eu resolvi dar um toque mais adocicado. Deixe descansar mais uma vez por pelo menos 45’ na vasilha coberta, até que a massa dobre de tamanho. Aqueça o forno a 180°C.

Depois de descansar, o pão deve ser manejado com muito cuidado, para não perder as bolhas de ar que vão deixá-lo macio por dentro. Coloque-o gentilmente em uma forma coberta de farinha e leve ao forno. Não bata a porta! Deixe assar por aproximadamente 1h ou até atingir uma cor dourada. O Jamie diz que ao bater no fundo, o som é oco. Acho esse um teste um tanto subjetivo rs… Tire do forno e deixe descansar e esfriar por mais meia hora.

O pão é grandinho e serve umas 4 pessoas gulosas. Fica uma delicia com manteiga, queijo ou geleia de morango. Nham!

I’ve been scared of the oven for as long as I can remember. When I still lived with my grandma, we rarely used it, whether for being cheap or lazy, I’m not sure. Most cakes and pies were made on the stove top, using special trays. So I started my experiences in the baking world quite late and carefully. But nowadays I’m much more fearless and almost a bit adventurous. To a certain degree, because there’s so much you can change in a recipe like this.
One of my favorite TV shows lately is called “The Great British Bake Off”, which involves British amateur bakers to compete in a reality show. I don’t usually go for that kind of thing, since it involves too much ego, horrible fights and cruel manipulation. But I have a totally different feeling about this one. The participants are all amazing people, super sweet and experienced in providing great baking good for their family and friends. I identify, of course. And I also learn a lot! They talk about different kinds of dough and batter, what can go wrong with each one and what the perfect result should be like. Beautiful stuff!
So I decided to start a series of bread and pies. This one is a basic recipe for white bread that I adapted. I have no much patience for white bread, there just no personality at all. Since I didn’t have whole-wheat flour at home, I used flax seeds, cinnamon, brown sugar and nuts. Everyone on my favorite show talks about how adding all this to a recipe makes the proving and baking time much longer. So we need to have patience, little padawan! It’s worth it!
I used a recipe by Jamie Oliver but made only half of it.
Ingredients:
  • 2 cups of flour (and ½ a cup to dust)
  • 2 teaspoons of salt
  • 3 tablespoons of brown sugar
  • 2 teaspoons of yeast
  • 300mL of warm water
  • 5 chopped Brazil nuts
  • 7 chopped almonds
  • 1 teaspoon of ground cinnamon
  • 3 teaspoons of ground flaxseeds
Use a clean surface to start making the dough (if you want, use a bowl in the beginning, to avoid making a mess). Make a pile of flour with a hole in the middle, like a volcano (Jamie calls it a well. Silly Jamie…). Pour half the water inside and add the yeast, 1 spoon of sugar and salt and mix it using a utensil. Add the rest of the water slowly, mixing the flour around. If you’re using the surface and not the bowl, be careful not to destroy the walls too quickly or the water will go everywhere.
Cover your hands in flour and start mixing and kneading the dough. Use the heel of your hands and knead for about 5’.
Once it’s smooth, let it rest on a bowl covered with cling film for 30’.
Remove the dough form the bowl and add the rest of the ingredients. Knead it once more, mixing everything up and reaching the shape and texture desired. Let the dough rest one more time for about 45’ in the covered bowl, until it doubles in size. Preheat the oven to 180°C.
After it’s rested, move the bread very carefully, doing your best not to let the air bubbles leave. They’re the ones that will make the bread soft. Transfer it gently to a flour-dusted tray and put it in the oven, being careful not to slam the door. Bake for about 1h or until reaching a golden color. Jamie says that if you tap on the bottom, the sound is hollow. I think it’s a kind of subjective test… Remove it from the oven and leave it to rest and cool for half an hour more.
The bread serves about 4 people. It tastes great with butter, cheese or strawberry jam. Yum!