Suspiro de amendoim com chocolate / Peanut meringue with chocolate

* Scroll down for the English version!

Eu nunca fui muito fã de suspiro. A minha mãe tem uma expressão para esse tipo de doce que é gostoso, mas não é lá grandes maravilhas: desperdício de calorias ;-) Em uma família em que todo mundo sofre com a balança, a gente tem que escolher bem as sobremesas favoritas rs. E suspiro nunca esteve lá na minha lista.

Até que eu comi um diferente. Eu nunca entendi a paixão dos ingleses por suspiro até aquele dia. O chef do restaurante/pousada onde eu trabalhava misturou avelãs torradas e moídas com as claras e depois de pronto, decorou com uma calda de chocolate. E eu me apaixonei perdidamente.

Esse post é uma homenagem àquele dia e é uma chance de me redimir com o suspiro. Usei como base uma receita do Jamie (linda e bem mais complexa, por sinal) e adaptei para os ingredientes que tinha em casa.

Suspiro do meu coração, diz que me perdoa!

Ingredientes:

  • 3 claras de ovo
  • 7 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro
  • 2 colheres de sopa de amendoim torrado e moído (ou avelãs)
  • 3 colheres de sopa de amêndoas (ou avelãs) picadas e torradas
  • 70g de chocolate picado (aproximadamente meia barra – usei meio amargo)
  • 1 pitada de sal
  • 1 pitada de flor de sal

Ligue o forno a 180°C e cubra um tabuleiro grande com papel manteiga.

Em uma vasilha limpa, bata as claras de ovo em picos firmes usando uma batedeira. Não deixe cair água, gema, cascas de ovos ou nenhuma outra impureza nas claras. Adicione o sal e vá colocando o açúcar lentamente, colherada por colherada, enquanto continua batendo. O resultado final é brilhante e os picos são bem estáveis. O açúcar não estará mais granulado. Adicione o amendoim (ou avelã) torrado e moído na mistura e bata mais um pouco.

Coloque uma gotinha da mistura de clara nos cantos do papel manteiga, como se fosse uma cola. Vire de cabeça para baixo e grude no tabuleiro. Despeje as claras no tabuleiro, em cima do papel e faça picos da forma como preferir. Asse por 1 hora, até atingir uma consistência firme no exterior. O interior deve ser macio e delicioso.

Caso as amêndoas (ou avelãs) ainda não estejam torradas, toste-as em uma frigideira por alguns minutos, mexendo sempre. Tome cuidado para não queimar.

Pique o chocolate em pedaços e derreta em uma panela ou no micro-ondas.

Retire o suspiro do forno e deixe esfriar. Coloque-o no prato ou tábua onde for servir. Espalhe as amêndoas picadas e torradas em cima e enfeite com o chocolate derretido. Polvilhe com a flor de sal.

Essa receita serve 6 pessoas.

I was never much of a fan of meringue. My mother has an expression for the kind of dessert that is nice, but really that big a deal: waste of calories ;-) In a family in which everyone has trouble with their weight, we have to choose our sweets very carefully. And meringue was simply never on my list.

Until one day I tried a different one. Here in Brazil we usually eat them very small, crispy and bland. So I never really understood why the British love it so much until that day. The chef of the restaurant/inn where I worked mixed ground hazelnuts with the egg whites and decorated everything with dark chocolate. And that was it. I was madly in love.

This post pays homage to that day and gives me a chance to redeem myself with meringue. I used a recipe by Jamie (which is beautiful and much more complex and sophisticated, in fact) as a base and changed the ingredients for what I had at home.

My dearest meringue, say you forgive me!

Ingredients:

  • 3 egg whites
  • 7 tablespoons of icing sugar
  • 2 tablespoons of toasted and ground peanuts (or hazelnuts)
  • 3 tablespoons of almonds (or hazelnuts) – toasted and chopped
  • 70g of chocolate – chopped (I used bittersweet)
  • 1 pinch of salt
  • 1 pinch of fleur de sel

Turn the oven on at 180°C and cover a large baking tray with parchment paper.

In a clean bowl, whisk the egg whites until they make firm peaks. Do not let any water, yolk or any impurity fall on the egg whites. Add the salt and slowly whisk in the sugar, one spoon at a time. The result should be glossy and firm. The sugar should not be grainy anymore. Add the toasted ground peanuts (or hazelnuts) in the mixture and whisk until incorporated.

Place a drop of the mixture on each corner of the parchment paper, using it as glue. Turn it upside down and stick it to the tray. Pour the egg whites on the tray, on top of the paper and make peaks, shaping them as you prefer. Bake for 1 hour, until crispy outside. The interior will be chewy and delicious.

In case the almonds (or hazelnuts) are still not toasted, do that now on a frying pan for a few minutes, stirring often. Be careful not to let them burn.

Chop the chocolate into pieces and melt it on a pan or microwave.

Remove the meringue from the oven and allow it to cool. Place it on the plate or board in which it will be served. Spread the toasted chopped almonds on top and decorate with the melted chocolate. Sprinkle with fleur de sel.

This recipe serves 6 people.

Anúncios

Rolinho primavera / Spring roll

* Scroll down for the English version!

Eu tenho desejos. Desses repentinos, do tipo “meu filho vai nascer com cara de provolone se eu não comer um pedaço em breve!”. Do tipo que só foodies têm. Um desejo recorrente é de comer rolinho primavera. E não é qualquer tipo. É daquele com muito amendoim :-D

O meu restaurante favorito na cidade é de comida taiwanesa e é completamente vegetariano. Tudo é incrível. Mas o mais sensacional (e só quem tem restrições alimentares vai entender o meu entusiasmo) é poder comer TODO e QUALQUER prato que eu quiser. Não preciso ficar procurando tirar um franguinho aqui, um presuntinho ali e tentando adivinhar se as pessoas do lugar acham que carne é só vermelha. É uma sensação libertadora e maravilhosa! E para melhorar as coisas, eles fazem um rolinho primavera delicioso, com bastante amendoim e meio docinho.

Daí veio a minha inspiração. Adivinha o que eu usei? Paçoquinha!!! Mas não se apavore, caso prefira, use amendoim normal e menos açúcar. Ninguém é obrigado a ser tão exótico quanto eu rs. Mas que fica bom demais, isso fica!

Ingredientes:

  • 1 pacote de massa para rolinho primavera (12 unidades)
  • ½ repolho roxo pequeno cortado em tirinhas
  • 2 cenouras raladas
  • 4 paçoquinhas esfareladas (ou 10 colheres de amendoim torrado moído – o açúcar é opcional)
  • 2 cebolas cortadas em cubinhos
  • 3 colheres de sopa de gergelim
  • 2 colheres de sopa de óleo de gergelim
  • 4 colheres de sopa de shoyu
  • Óleo

Caso as massas estejam congeladas, deixe degelar antes de começar a fazer os rolinhos.

Doure as cebolas com o óleo de gergelim em uma frigideira. Acrescente o repolho, as cenouras, o gergelim e o shoyu. Não precisa cozinhar muito, é bacana ter legumes crocantes no recheio. Eu queria ter usado macarrão de arroz (bifun), mas lá em casa não tinha. E sinceramente, não fez falta. Caso queira usar, coloque ¼ do pacote em água fervente e retire assim que amolecer. Junte com os legumes até incorporar o sabor.

Confira o tempero e adicione as paçoquinhas. Se preferir usar amendoim moído, pode escolher colocar açúcar ou não. Vá colocando colheres de chá e provando.

Prepare a sua estação de trabalho. É bom deixar um pano úmido em cima das folhas de massa, para elas não ressecarem.

Coloque uma folha de massa em cima de uma superfície limpa e posicione umas duas colheres de sopa de recheio em cima. O melhor é colocar uma ponta virada para você e o recheio mais do seu lado. Dobre essa ponta para longe e junte as pontas laterais no centro. Com cuidado, role tudo para frente, para selar. Se a massa estiver abrindo, use uma mistura de 1 colher de sopa de farinha e outra de água como cola (vá usando bem pouquinho). Repita o procedimento com os outros rolinhos.

Agora é só cozinhar. Você pode escolher fritar, passar na frigideira e assar. Eu preferi passar na frigideira, já que fica mais light do que fritar e é mais rápido do que assar. Coloque um fio de óleo na frigideira e vá posicionando os rolinhos aos poucos. Vire quando dourar, deixando todos os lados bem torradinhos. Pronto! Sirva quente, com shoyu ou molho de ostra (o meu não é de ostra, claro. É de cogumelos!).

Essa receita serve 12 rolinhos.

I have cravings. I mean those sudden and intense yearnings, the type that makes me say that “I’ll have a son that looks like provolone cheese if I don’t eat some right now!”. The kind of cravings that only foodies have. And one of the things I crave for the most are spring rolls. And not just any rolls. I love those with lots of peanuts on them :-D

My favorite restaurant in town serves Taiwanese food and all of it is completely vegetarian. Everything is amazing. But the best of all (and only those of you with some kind of food restriction will probably understand the level of my enthusiasm) is being able to eat ANYTHING and EVERYTHING that I want. I don’t have to look for and remove a little piece of chicken here, some ham over there or trying to guess if people there think that meat is only pork and beef. It’s a liberating and incredible feeling! And to make things even better, they make the most delicious spring roll, slightly sweet and with loads of peanuts.

So there is my inspiration. And guess what I used? Paçoquinha! That probably makes no sense for you who are not Brazilian. This is a typical Brazilian dessert that consists of ground peanuts with some sugar and salt that is all pressed together. It’s something like a powdery peanut butter. So in case you don’t have paçoquinha, you can use peanut butter or toasted and ground peanuts. And add some sugar, if you’re bold enough!

Ingredients:

  • 1 package of spring roll wrappers (mine had 12)
  • ½ small purple cabbage – cut into little strips
  • 2 grated carrots
  • 4 crumbled paçoquinhas (or 10 tablespoons of toasted ground peanuts or 10 tablespoons of peanut butter – sugar is optional)
  • 2 onions cut finely into cubes
  • 3 tablespoons of sesame seeds
  • 2 tablespoons of sesame oil
  • 4 tablespoons of soy sauce
  • Oil

In case the wrappers are frozen, let them defrost before making the rolls.

Cook the onions with the sesame oil on a frying pan. Add the cabbage, the carrots, sesame seeds and soy sauce. Don’t cook too much; it’s nice to have some crunch in the filling. I wanted to use some thin rice noodles, but I didn’t have any. And I honestly didn’t miss them. In case you want to use them, put them on boiling water until soft and mix with the vegetables until the flavor is incorporated.

Check the seasoning and add the paçoquinhas, ground peanuts or peanut butter. You can choose to use some sugar or not. Add little by little and taste, to avoid putting too much.

Prepare your work station. It’s good to have a humid cloth on top of the wrappers, so they don’t go dry and break.

Put one wrapper on a clean surface and position two tablespoons of filling on it. The best thing is to leave one of the tips in your direction and the filling closer to you. Fold this tip far from you. Fold the side tips to the center. Carefully, roll the roll thing far from you, rolling in the farther tip. If the wrapper is opening, use a mixture of 1 tablespoon of flour and 1 tablespoon of water as glue (use very little). Repeat the procedure with the other rolls.

Now it’s time to choose your cooking method. You can deep fry them, stir fry or bake. I decided to use the frying pan, which makes the rolls lighter than deep frying and is quicker than baking. Put a drizzle of oil on the frying pan and position the rolls on top. Turn when golden, letting all sides go brown. That’s it! Serve them warm, with soy sauce or oyster sauce (mushroom sauce, in my case!).

This recipe serves 12 people.

Canjica / Brazilian white corn porridge

* Scroll down for the English version!

Eu sei que junho já passou, mas como o friozinho ainda está por aqui, dá tempo de falar de canjica, não dá? :-D

Essa é a minha época favorita do ano, que junta as festas juninas, o tempo frio e o meu aniversário (fiz 30, gente!). Tudo de bom! E tem festa mais divertida que a junina? Eu adoro os caldos, o quentão, os doces, as roupas, a dança, a fogueira… Mas para mim, a canjica é a rainha. Sem ela, não dá! Segue aí uma receita bem fácil que serve um batalhão! Divirtam-se!

Ingredientes:

  • 1 kg milho de canjica
  • 1 ½ litro de leite
  • 2 caixas (395g) de leite condensado
  • 1 caixa (200g) de creme de leite
  • ½ xícara de amendoim torrado moído
  • 2 pitadas de canela
  • Açúcar a gosto

Deixe a canjica de molho em água por algumas horas, até inchar bastante. Cozinhe em uma panela de pressão com água (se preferir, use leite) por aproximadamente 40 minutos. Escorra a água. Os grãos estarão tenros, mas não desmanchando.

Em uma panela grande, junte o milho de canjica, o leite, o creme de leite e o leite condensado. Deixe ferver por alguns minutos, e cozinhe em fogo baixo até que a canjica comece a engrossar. Confira o tempero. Acrescente a canela e o amendoim. Só isso!

Sirva quente, com mais amendoim em um potinho, para quem é viciado (como eu rs).

Essa receita serve umas 30 pessoas.

This is a very Brazilian recipe, which is usually served at a winter festival that happens in June. It is slightly cooler than usual (thank God), so we serve different kinds of soup, stews and a delicious version of mulled wine (with loads of cachaça and spices).

June is gone, I know, but since it’s still a little chilly, then why not? This is my favorite time of the year, since it combines the cold, this amazing festival and my birthday (I turned 30, folks!). All the good stuff! The food and drink served in “Festa Junina” (literally June Festival) is just awesome. And this one is for me, the queen of the party! It is basically a sweet white corn porridge. The recipe is pretty simple. The thing is finding the corn ;-)

Ingredients:

  • 1 kg of canjica corn (white corn)
  • 1 ½ liter of milk
  • 800g of sweet condensed milk
  • 200g of cream
  • ½ cup of toasted and ground peanuts
  • 2 pinches of cinnamon
  • Sugar to taste

Leave the corn immersed in water for a few water, until it absorbs most of it. Cook it in a pressure cooker with water (or milk) for about 40 minutes. Drain the water. The kernels will be tender, but not too soft.

In a big pot, put the canjica with milk, cream and condensed milk. Let it boil for a few minutes and cook in low heat until it starts to thicken. Check the seasoning. Add cinnamon and peanuts. And that’s it!

Serve warm with more peanuts on the side, for the peanut junkies (like myself).

This recipe serves about 30 people.

Rolinho de primavera fresco com abobrinha, brócolis e molho de amendoim

Depois do último post de rolinho primavera, sobrou um pouco da massa de arroz. Resolvi inovar, ou usar tudo que achei na geladeira.. rs Ficou bom! Usei o mesmo molho de amendoim que fiz  para o Pad Thai, é viciante :-)

Ingredientes:

  • 6 massas de arroz para rolinho primavera
  • 1 maço de brócolis (usei só as flores. Guardei as folhas e talos para um refogado)
  • 1 abobrinha
  • óleo
  • alho e sal

Ingredientes para o molho:

  • óleo
  • 1 tomate picado em cubinhos
  • 1/4 vidro de leite de coco
  • 1 punhado de amendoim torrado e batido
  • shoyu
  • 1 colher de chá de açúcar de açúcar mascavo
  • 1 colher de café de pasta de chili (use pimenta, se não tiver)
  • 1 colher de café de suco de limão

Recomendo começar pelo molho, que é servido frio. Como eu disse, a receita é a mesma usada no Pad Thai, mas vou repetir aqui para facilitar a sua vida ;-) Coloque os tomates em uma frigideira com um pouco de óleo quente e deixe que eles derretam. Se usar a pasta de chili, coloque em um canto da frigideira e mexa até desfazer. Adicione o limão, o açúcar, o amendoim, o shoyu e o leite de coco e cozinhe até ferver. Reserve.

Para o rolinho, comece picando as flores do brócolis e refogue-as com um pouco de alho e sal.

Corte a abobrinha em palitos finos, sem usar muito das sementes. O ideal é deixar os pedaços bem fininhos, já que não precisa cozinhar.

Passe um pouco de alho e sal na a abobrinha. Aqueça um pouco de água em uma frigideira. Passe cada massa pela água por alguns segundos, para que amoleça, mas sem começar a rasgar. Junte os ingredientes para começar a montar os rolinhos. Coloque a massa em uma superfície e o recheio na parte de cima.

Dobre as laterais para cobrir a parte do meio.

Enrole em direção à ponta que sobrou. Pressione para vedar bem, tomando cuidado para não deixar o recheio sair.

Pronto! Só mergulhar no molho!

Serve uma pessoa gulosa!

Pad Thai

*scroll down for English version!

Essa semana foi aniversário da minha mãe. Como saí de casa há algum tempo, ela sente falta da minha comida (rs) e pediu um almoço de presente. Eis a mesa posta.

Almoço tailandês

Nesse post, vai o prato principal, o pad thai. Muito fácil de fazer, saudável e muito bom! Segue a receita, que serve umas 12 pessoas esfomeadas.

Ingredientes:

  • 1 pimentão verde picado em tiras
  • 1 pimentão vermelho picado em tiras
  • 3 cenouras picadas em tiras
  • 1 brócolis picado em pedaços
  • 1 punhado de broto de feijão
  • 1 punhado de ervilhas chatas picadas
  • 1/2 abacaxi picado em cubos
  • 1 cebola picada em pedacinhos
  • shoyu
  • sal com alho
  • 1 pacote de macarrão para yakisoba (use espaguete, se tiver dificuldade de encontrar)

Para o molho:

  • óleo
  • 4 tomates picados em cubinhos
  • 1 1/2 vidro de leite de coco
  • 150g amendoim torrado e batido
  • shoyu
  • 1 colher de sopa de açúcar mascavo
  • 1 colher de chá de pasta de chili (use pimenta, se não tiver)
  • 1 colher de chá de suco de limão

Refogue os legumes e verduras até que fiquem cozidos, mas crocantes. Eu passei cada um separadamente pela panela, para que não passassem do ponto (com exceção do broto e do abacaxi, que podem entrar crus e da cebola, que pode cozinhar por mais tempo). Cozinhando pouco, eles ficam mais gostosos, mais saudáveis e mantém a cor.

Cores

Misture os ingredientes numa panela grande e vá colocando shoyu a gosto. Cozinhe o macarrão ao mesmo tempo em que refoga os últimos legumes, para que ele não fique muito cozido. Acrescente à panela.

Pad Thai - quase lá

Para o molho, coloque os tomates em uma frigideira com um pouco de óleo quente e deixe que eles derretam.

Tomate

Junte todos os outros ingredientes e cozinhe até ferver. Se usar a pasta de chili, coloque em um canto da frigideira e mexa até desfazer.

Sirva o molho separadamente. Os acompanhamentos vão nos posts seguintes.

Pad Thai

Todas as fotos foram tiradas pelo Luiz com o meu celular. Na próxima vez que eu cozinhar, vamos usar a câmera!

 
This week was my mother’s birthday. As I moved from her house some time ago, she misses my cooking and asked for a birthday lunch.
In this post, I’m describing the main dish, Pad Thai. Very easy to make, healthy and delicious! Here goes the recipe, which serves about 12 people.
Ingredients:
  • 1 green bell pepper cut into stripes
  • 1 red bell pepper cut into stripes
  • 3 carrots cut into stripes
  • 1 broccoli with florets separated
  • 1 handful of bean sprouts
  • 1 handful of snow peas
  • ½ a pineapple cut to cubes
  • 1 onion cut to very small cubes
  • Soy sauce to taste
  • Smashed garlic and salt
  • 1 package of yakisoba noodles

Ingredients for the sauce:

  • Oil
  • 4 tomatoes cut to cubes
  • 1 ½ jar of coconut milk (about 300mL)
  • 150g of toasted crushed peanuts
  • Soy sauce to taste
  • 1 tbsp of brown sugar
  • 1 tsp of red chili paste
  • 1 tsp of lemon juice

For the sauce, put the tomatoes in a frying pan with a little bit of hot oil and cook until they melt. Add the other ingredients and cook until it boils. Mix the chili paste well until it disappears.

Cook the vegetables until tender, but still crunchy. I stir fried them individually so they wouldn’t overcook. Keeping them slightly raw makes them taste and look better besides being healthier. The exceptions are the sprouts and the pineapple, that should be raw and the onion, that can cook for some more time.

Mix all the cooked ingredients in a big pot and add the soy sauce. Start cooking the noodles at the same time you add the last vegetables, so the pasta doesn’t overcook. Add the noodles to the pot.

Serve the sauce separately. The side dishes are in the following posts.

All the pictures were taken by Luiz Ramos in my cell phone. Next time I cook, we’ll use the camera!